Projetos

Agência de Negócios e Fomento Solidário

O objetivo da ANEFS – Agência de Negócios e Fomento Solidário é articular parcerias com o setor privado, para o estabelecimento de uma cooperação comercial que proporcione trabalho aos grupos assessorados.

A Moradia e Cidadania através da ANEFS em parceria com a Prefeitura de Belo Horizonte vai atuar em mais um projeto, que irá orientar na organização de vários grupos produtivos ligados a Economia Solidária denominados “Empreendimentos solidários da região do Barreiro e Venda Nova”.

Sabe-se que os grupos inseridos neste contexto enfrentam limitação na estruturação de seus negócios devido à problemas relativos ao capital de giro, estruturação física e de equipamentos, dificuldade na gestão do empreendimento e na produção com qualidade.

A ANEFS atuará na assessoria destes empreendimentos tendo como desafio transformar grupos de confecção com pouca qualificação e pouco conhecimento administrativo, em unidades capazes de atender o mercado formal com mais qualidade e eficácia.

Em outra ocasião o projeto tratou de instituir mecanismos que possibilitassem a ampliação e reaplicação de uma experiência iniciada no município de Belo Horizonte denominado Fábrica Social.

O projeto Fábrica Social teve por finalidade a geração de trabalho e renda de segmentos socialmente excluídos do mercado formal de trabalho, por meio da articulação da Caixa Econômica Federal para a celebração de convênios de cooperação comercial com redes empresariais.

Contexto: Este projeto desenvolveu suas atividades como um desdobramento da sistemática Fábrica Social, disseminada pela Caixa Econômica Federal com referência no piloto desenvolvido com o Núcleo de Costura da ASMARE e a SANTA CASA de Belo Horizonte, em 2007/2008.

Em 2009, a “sistemática” da Fábrica Social foi utilizada pela URBEL-Companhia Urbanizadora de Belo Horizonte na intervenção do PAC-Programa de Aceleração do Crescimento em Vilas e Favelas de Belo Horizonte, potencializando o eixo de “trabalho e renda”, onde surgiu a Unidade Produtiva de Confecção e Silk da Vila São José.

No período de 2009 a 2010, os empreendimentos de costureiras comercializaram a produção para a Santa Casa de Belo Horizonte e a Construtora ENAR, mas devido a dificuldades para aquisição da matéria prima, acesso a crédito, gestão administrativa e eficácia na produção, acabaram por dispensar outros pedidos oriundos das empresas filiadas às redes empresariais, o que motivou a Moradia e Cidadania buscar fontes de recursos para melhor estruturar o projeto Fábrica Social nos quesitos gestão de negócios e eficácia na produção.

Estes esforços culminaram na elaboração de um projeto para assessorar os grupos. Nasce aí a Agência de Negócios da Fábrica Social.
- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – -
A Agência de Negócios e Fomento Solidário é um avanço da então, “Agência de Negócios da Fábrica Social” e surgiu com a missão de atuar por meio de uma metodologia que considera os processos organizacionais de uma empresa formal, balizado com os princípios da economia solidária.

Todo o trabalho de capacitação foi direcionado para a promoção da capacidade analítica e crítica dos trabalhadores sociais. Os cursos de capacitação foram desenvolvidos através de metodologia participativa. Cada conteúdo foi abordado a partir dos conhecimentos apresentados pelos trabalhadores, buscando valorizar o saber e promover a autonomia destes sujeitos.

Aulas expositivas, debates, vídeos, relatos de experiências, jogos e outros dispositivos foram elaborados para facilitar o processo de comunicação e aprendizagem dos trabalhadores integrantes dos grupos inseridos no projeto.

Clique aqui e acesse o blog do projeto.