Comitê Divinópolis

O Comitê Divinópolis da Moradia e Cidadania desenvolve ações de apoio à instituições locais que prestam serviço de atendimento à crianças e jovens em situação de risco. Atualmente contribuímos mensalmente com três entidades:
Pão da Alma – R$500,00
Mãe do Perpétuo Socorro – R$400,00
Lactário Santo Antônio – R$150,00

Segundo os coordenadores das entidades as contribuições são primordiais para pagamento de contas, remédios e extras emergenciais.

Em 2011 conhecemos a casa acolhedora “Comunidade Servos da Cruz” que recebe crianças que sofreram abusos e maus tratos, encaminhadas à instituição pelo Conselho Tutelar ou pela Vara da Infância e Juventude. Hoje com aproximadamente 28 crianças, passa por dificuldades. Queremos colaborar com eles também.

A consciência de que podemos e devemos fazer alguma coisa pelo próximo está cada vez mais presente. Sabemos que muitos já o fazem no anonimato, porém quantos querem e não sabem por onde começar… O momento pode ser agora!

Iniciamos uma campanha para novas adesões e participação na nossa ONG. A contribuição é de R$21,48 mensais, com débito na folha de pagamento. Muitos que eram sócios se aposentaram, cessando automaticamente as doações.

Para participar é só preencher o formulário específico, disponível na sua unidade com:

- AGÊNCIA DIVINÓPOLIS – Silmara

- AGÊNCIA POLO DA MODA – Renildo ou Andreia

- AGÊNCIA CANDIDÉS – José Hilton

- PAB PREFEITURA – Vicente

- PAB JUSTIÇA TRABALHO – Solange ou Mauro

- SUPERINTENDÊNCIA – Maria Helena

- GIDUR – Regina

- GIRET – Marcela

Ou acessar o site www.moradiaecidadania.org.br e associar-se, esclarecendo que a contribuição é para o Comitê de Divinópolis.
As crianças agradecem.

Comunidade Servos da Cruz (São crianças adoráveis que residem no local e recebem muito amor dos monitores e voluntários que ali trabalham)

Palavras da coordenadora sobre a obra dos novos quartos:
“Quando as crianças viram as janelas colocadas, depois de sete anos da obra, viram algo mais concreto para sonhar. Viram que estava mais perto o sonho de um quarto colorido. Elas sentem falta de cor em suas vidas.”